Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch
Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch

Venezuelanos em Roraima vivem em tendas tecnológicas da Ikea

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Foto: Leão Serva/Folhapress

O Exército do Brasil recorreu à fabricante de móveis Ikea, da Suécia, para abrigar temporariamente os cerca de 500 refugiados da Venezuela que chegam diariamente a Roraima.

O Exército brasileiro recorreu à fabricante sueca de móveis Ikea, conhecida pelas megalojas com produtos que o consumidor monta por meio de instruções simples, para abrigar temporariamente os cerca de 500 venezuelanos que chegam diariamente a Roraima, fugidos da crise no país de Nicolás Maduro.

A US$ 900 (R$ 3.600) cada uma, as cabanas são feitas de poliuretano ultraleve, podem ser montadas em quatro horas e foram compradas pelo Acnur, braço de refugiados da ONU, para atender a imensa demanda mundial de refúgio.

Projetadas na Suécia, porém, as barracas não foram tropicalizadas: no calor de mais de 30º C que faz estes dias em Boa Vista, é impossível ficar nelas durante o dia. Os ocupantes buscam as tendas de convivência espalhadas pelo abrigo. Uma delas, a maior, tem uma grande televisão.

 

Com informações da Gazeta do Povo

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email