Português   English   Español
Português   English   Español

Venezuelanos morrem de frio tentando chegar na Colômbia

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Pelo menos 17 refugiados da Venezuela, inclusive 9 crianças, morreram nos últimos dias ao tentar cruzar a cordilheira andina, na Colômbia.

O local tem dezenas de lagoas e registra temperaturas muito baixas que podem chegar aos 15 graus negativos.

Nesta terça-feira (4), por exemplo, as temperaturas mínimas rondam os 7°C na pequena cidade de Tona, situada na região. Ponto mais alto da estrada que conecta as cidades de Pamplona e Bucaramanga, o Páramo de Berlín está a mais de 3 mil metros de altitude.

Diretora do albergue Espíritu Santo, localizado na cidade de Tunja (ponto final da travessia do Páramo), Anny Uribe, diz que muitos venezuelanos têm empreendido a viagem a pé e que os relatos contabilizam ao menos 17 mortos por hipotermia nos últimos dias. Entre as vítimas, nove crianças.

Anny contou:

Ficamos sabendo de muitas histórias, inclusive a de uma mãe que estava alimentando seu bebê – ela e a menina morreram de parada respiratória. E, que a gente saiba, morreram nove crianças e oito adultos. É uma história muito forte e o mais triste é que as suas famílias nem devem saber que morreram no caminho.

Com informações do JovemPan

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
Share on reddit
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...