Venezuelanos protestam prevendo manipulação de eleição presidencial

Como a maior parte da oposição boicotará a votação de domingo (20) alegando fraude no pleito, o ditador Nicolás Maduro vai continuar no poder, apesar da crise econômica avassaladora do país.

Milhares de manifestantes interromperam o tráfego de Caracas, capital da Venezuela, com uma marcha rumo à sede da Organização dos Estados Americanos (OEA) nesta quarta-feira (16) para protestar contra a fraudulenta eleição presidencial do próximo fim de semana.

Como a maior parte da oposição boicotará a votação de domingo e dois de seus líderes mais populares estão proibidos de concorrer, o ditador comunista Nicolás Maduro continuará no poder, apesar da crise econômica avassaladora do país.

De acordo com informações do Estadão:

A marcha desta quarta-feira, muito aquém dos meses de protestos em massa que atraíram centenas de milhares às ruas no ano passado, foi liderada por um grupo opositor recém-criado chamado Frente Ampla, que defende a abstenção.

“Não votarei porque está tudo manipulado de antemão”, disse Nancy Forrero, engenheira de 54 anos de uma petroleira privada. “Isto é uma ditadura”, acrescentou ela, cujo filho se mudou para Buenos Aires.

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *