Português   English   Español

Vereador de oposição “se suicida” em prisão da Venezuela

A Procuradoria da Venezuela informou que o vereador de oposição Fernando Albán, preso como envolvido no suposto atentado contra o ditador Nicolás Maduro, se suicidou nesta segunda-feira (8) na sede do Serviço Bolivariano de Inteligência (Sebin).

No entanto, o partido do vereador, o Primeiro Justiça, denunciou o caso como “assassinato”.

“O cidadão pediu para ir ao banheiro e, estando lá, se jogou do 10º andar”, informou o procurador-geral da Venezuela, Tarek William Saab, à emissora estatal de televisão VTV. Ele teria cometido suicídio antes de ser apresentado ao tribunal.

Na Venezuela, há 236 presos políticos, segundo a organização não-governamental Foro Penal.

Fernando Albán era vereador do município Libertador, em Caracas. Foi preso pelos agentes da Sebin, a polícia política do regime, na sexta-feira passada.

Ele havia sido acusado de ter participado do ataque com dois drones contra Nicolás Maduro, em 4 de agosto, quando o ditador discursava durante uma parada militar na capital venezuelana. Pelo menos 30 pessoas estão sendo investigadas por esse ataque.

 

Adaptado da fonte Veja

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter