- PUBLICIDADE -

‘Vídeo da reunião confirma interferência na PF’, diz Moro

Moro diz que Lava Jato não retrocederá durante sua gestão
- PUBLICIDADE -

“Defendo, respeitosamente, a divulgação do vídeo, preferencialmente na íntegra”, disse Moro.

O ex-ministro Sergio Moro afirmou, nesta terça-feira (12), que o “acesso ao vídeo da reunião ministerial” do dia 22 de abril “confirma o conteúdo do meu depoimento em relação à interferência” do presidente da República, Jair Bolsonaro, na Polícia Federal (PF).

Em nota divulgada à imprensa, Moro defendeu a divulgação para o público:

“O acesso ao vídeo da reunião ministerial do dia 22/4 confirma o conteúdo do meu depoimento em relação à interferência na Polícia Federal, motivo pelo qual deixei o governo. Defendo, respeitosamente, a divulgação do vídeo, preferencialmente na íntegra, para que os fatos sejam brevemente confirmados.”

O ex-juiz acrescentou:

“As declarações feitas na reunião foram evidenciadas, também, pelos fatos posteriores: demissão, sem motivo, do Diretor-Geral da PF, troca do Superintendente da PF no RJ, além da minha própria exoneração por não concordar com as mudanças.”

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -