Vídeo flagra polvo dando “soco” em peixe no Mar Vermelho

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Explicação mais provável é que os polvos socam os peixes para proteger uma possível presa.

Durante um mergulho no Mar Vermelho, o pesquisador português Eduardo Sampaio, doutorando na Universidade de Lisboa, flagrou um polvo dando um “soco” num peixe.  

Embora já soubesse que algo do tipo pudesse acontecer, o registro em vídeo deixou Sampaio estupefato, e viralizou nas redes sociais. 

Em um artigo publicado no fim de dezembro no site Ecology, especialistas relataram que, em apenas 3 meses, registraram oito ocasiões diferentes em que um polvo “esmurrou” um peixe. 

Foto: Sampaio et al./Ecology 

Em entrevista à revista Galileu, o pesquisador português explica:  

“Normalmente nesses grupos de caça o polvo procura presas entre rochas e nos corais, enquanto os peixes rondam o território à sua volta e a coluna de água. Isso torna a caçada mais eficiente: se a presa fugir do polvo, os peixes estarão à espera, e se a presa fugir dos peixes para dentro de corais/frestas nas rochas, o polvo poderá apanhá-la.” 

Questionado sobre o motivo para o polvo bater no peixe, Sampaio disse que há situações em que o polvo quer a presa para si.  

“A explicação mais fácil e sustentada evolutivamente é a de que esses cefalópodes socam os peixes (mesmo os parceiros) para obter comida. É importante perceber que esses grupos, apesar de colaborativos, são baseados em interesse próprio.” 

Confira o vídeo. 

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.