Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Vigilância é destaque em feira de tecnologia nos EUA

Vigilância é destaque em feira de tecnologia nos EUA
COMPARTILHE

Empresas como Cyberlink e ZeroKey orgulhosamente exibiram produtos capazes de rastrear pessoas e objetos.

Várias empresas na CES 2020, feira anual de eletrônicos em Las Vegas, nos Estados Unidos, demonstraram empolgação com a venda de uma forma futurista de vigilância.

A Cyberlink, por exemplo, uma empresa conhecida pelos consumidores por criar programas de edição de vídeo, estava exibindo um produto muito diferente: software de reconhecimento facial. 

A companhia explica que seu produto FaceMe é capaz de reconhecer rostos em um vídeo, identificar o sexo de uma pessoa e a faixa etária aproximada, e até que emoções estão expressando.

O reconhecimento facial, no entanto, não é a única tecnologia avançada para rastreamento de pessoas e coisas à venda na CES. 

A ZeroKey é uma empresa que fabrica um produto chamado Big Room, que rastreia objetos, veículos ou até pessoas com precisão de milímetros.

Aparentemente, o sistema foi projetado para ajudar as empresas a rastrear os produtos à medida que eles se movem pela cadeia de suprimentos. Uma etiqueta pode ser colocada em uma embalagem ou palete em um armazém e ser usada para monitorar como ele percorre as instalações.

Matthew Lowe, co-fundador e CEO da ZeroKey, explicou que o sistema poderia até ajudar uma empresa como a Amazon a reduzir custos colocando etiquetas nos trabalhadores e usando os dados gerados para projetar fluxos de trabalho mais eficientes.

Lowe parece perceber a ameaça à privacidade em colocar rastreadores em humanos, mas argumenta que os benefícios superam os malefícios. 

“Você está tornando o funcionário mais produtivo. Você está tornando-os mais competitivos do que automatizados”, diz Lowe. 

“Algumas pessoas diriam ‘eu não quero ser rastreado, não quero’, mas você meio que vê onde isso nos leva quando se trata de inovação, inteligência artificial, tudo isso acontecendo . Você não pode realmente lutar contra isso. Seria melhor aproveitá-lo para sua vantagem”, acrescentou Lowe, segundo o site OneZero.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE