Violência e discriminação fazem parte da rotina de cristãos no Sri Lanka

Idiomas:

Português   English   Español
Violência e discriminação fazem parte da rotina de cristãos no Sri Lanka
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Explosões coordenadas mataram pelo menos 290 pessoas e feriram 500 neste domingo (21) de Páscoa no Sri Lanka.


Os ataques terroristas representam o episódio com mais mortes no Sri Lanka desde que a guerra civil entre o governo e separatistas Tamil se encerrou, uma década atrás.

Nenhum grupo ou personalidade assumiu a responsabilidade pela violência desse domingo (21), mas o ministro da Defesa, Ruwan Wijewardene, informou que sete prisões foram efetuadas e que as explosões foram caracterizadas como ataques terroristas cometidos por extremistas religiosos.

Porém, considerando que as igrejas foram atingidas neste domingo de Páscoa, muitos viram o episódio como sendo dirigido à comunidade cristã do Sri Lanka.

Siga a RENOVA no TWITTER e acompanhe todas as notícias em tempo real.

Setenta por cento dos cerca de 22 milhões de habitantes do Sri Lanka são budistas, de acordo com um censo de 2012, 12,6% são hindus, 9,7% muçulmanos, e 7,6% cristãos.

A maioria dos cristãos no país, no entanto, enfrenta violência e discriminação. Segundo a Gazeta do Povo, nos últimos 11 domingos, igrejas pelo país sofreram algum tipo de perturbação.

No ano passado, 86 casos confirmados de discriminação, ameaça e violência contra cristãos foram reportados, segundo a Aliança Nacional Cristã Evangélica do Sri Lanka.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

Veja também...