Violência fora de controle no Ceará

Idiomas:

Português   English   Español
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Dois assassinatos nessa noite de sábado (07), em Fortaleza-CE, somam-se à espantosa escalada da criminalidade no estado nordestino.


Dois homens não identificados foram assassinados na principal avenida do bairro Sapiranga, em Fortaleza, Ceará, no último sábado à noite. Ninguém foi preso pelo crime.

A população cearense assiste e vivencia, atônita e amedrontada, a um aumento sem precedentes da criminalidade e da violência urbana. O outrora tranquilo estado nordestino tem índices compatíveis com países que vivem em guerra.

Em 1988, ano em que foi promulgada a atual Constituição Federal, a taxa de homicídios no estado era de 13/100.000 habitantes (1); em 2015, a taxa (2) aumentara para 46,75 e, em 2017, alcançou 57 homicídios por 100.000 habitantes (total de 5.133 homicídios) (3). Fontes não oficiais atribuem a queda pontual da criminalidade ocorrida no Ceará em 2015 a uma trégua entre as facções do tráfico de drogas, apesar de o Governo ter tomado para si o crédito,  o qual pouco durou. Estatísticas semelhantes recorrem em todo o País, com algumas exceções.

Os dados do estado nordestino superam os do mais populoso estado do Brasil, mesmo quando se levam em consideração os números absolutos: em 2017, foram 3.294 homicídios dolosos em São Paulo (4) contra 5.133 no Ceará. Acrescento, de passagem, que as estatísticas reais podem ser maiores que as oficiais devido aos homicídios notificados como morte violenta indeterminada (5). Veja no gráfico abaixo a comparação com o estado de São Paulo (6).

O leitor, a essa altura, percebeu que a manchete serviu apenas como um chamariz, “apenas” mais um crime violento foi noticiado. O verdadeiro objetivo da matéria é escancarar o nível calamitoso em que se encontra a segurança pública no CE; impera o caos, reina o crime, passeia o medo. Fica a pergunta: se um governo não consegue preservar a vida de seus cidadãos, que valia tem sua existência?

Referências:

Artigo de Tiago Guimarães no projeto #VoluntáriosRENOVA

Newsletter RENOVA

Receba gratuitamente as principais notícias do Brasil e do Mundo por email.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

Veja também...