- PUBLICIDADE -

Vitória de Trump na Justiça contra organizações de controle de natalidade

- PUBLICIDADE -

Um juiz federal dos Estados Unidos se pronunciou na segunda-feira (16) contra organizações de controle de natalidade e a favor do presidente americano.

Os grupos tentaram impedir o governo Donald Trump de mudar um programa federal de subvenções para o planejamento familiar para priorizar grupos de orientação religiosa e que aconselham a abstinência.

Em maio, três organizações de planejamento familiar e a Associação Nacional de Planejamento Familiar e Saúde Reprodutiva iniciaram ações civis, que mais tarde foram combinadas, questionando diretrizes do Departamento de Saúde e Serviços Humanos (HHS) emitidas em fevereiro.

Estas diretrizes estabeleceram novos critérios para a maneira como o departamento subordinado ao presidente Trump avaliará os pedidos de subvenções condizentes com o programa de planejamento familiar Título X. As subvenções devem chegar a 260 milhões de dólares.

As organizações objetaram ao foco dos critérios na abstinência, no acesso facilitado à atenção primária à saúde, na maior participação familiar e na cooperação com organizações de natureza religiosa, segundo o veredicto.

Elas argumentaram que as mudanças exigem um aviso e comentários sobre o processo de criação de regras, violam a lei do Título X e foram “arbitrárias e caprichosas”.

O juiz Trevor McFadden disse em sua decisão que “os tribunais não podem analisar objeções substantivas a uma ação não-definitiva de uma agência, nem podem solicitar o estabelecimento formal de regras para uma mudança nos procedimentos de uma agência”.

McFadden também disse que, se pudesse julgar os méritos do caso, as alterações do governo se alinham com o compromisso do programa de apoiar “projetos familiares voluntários… oferecendo uma ampla gama de métodos e serviços de planejamento familiar aceitáveis e eficazes”.

 

Com informações da Reuters Brasil
PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -