Português   English   Español

Viviane Senna diz não ter sido convidada para assumir o MEC

Viviane Senna diz que visitou Jair Bolsonaro às vésperas do segundo turno, mas nega que tenha recebido convite para o cargo de ministra da Educação.

A presidente do Instituto Ayrton Senna, Viviane Senna, se tornou um dos nomes mais conhecidos do terceiro setor que investe em educação. O instituto tem projetos em 17 Estados, que atingem mais de 1 milhão de crianças.

Em entrevista recente, a irmã do herói nacional Ayrton Senna declarou:

Não tem esse convite, só tem um pedido para ajudar na educação. Eu convidei o Ricardo Paes de Barros [economista do Instituto Ayrton Senna] para ir comigo. São elementos que estão sendo trazidos para a mesa para que se possa ter passos bons pela frente (…).

O nome de Viviane como ministra do MEC começou a circular pela imprensa brasileira após o presidente eleito Jair Bolsonaro confirmar que havia convidado o Instituto Ayrton Senna para fazer uma análise da educação no Brasil.

“Estamos atrás de um ministro da Educação, não quer dizer que vai sair de uma orientação dela. Nada está garantido no tocante a isso”, declarou Bolsonaro, conforme noticiou a Renova Mídia.

Ainda durante a entrevista concedida para o jornal Estadão, a presidente da ONG explicou:

Já fui convidada três vezes para ser ministra por governos anteriores. Meu objetivo não é esse.

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter