Português   English   Español
Português   English   Español

Voluntários ainda recolhem corpos pelas ruas de Mosul

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Embora a batalha contra o Estado Islâmico para reconquistar Mossul, no Iraque, tenha terminado há nove meses, ainda há inúmeros cadáveres espalhados pelas ruínas da cidade.

A batalha pelo controle de Mossul foi uma operação militar gigantesca. A reconquista da segunda maior cidade do Iraque das mãos da organização terrorista Estado Islâmico ceifou a vida de milhares de militares e civis.

Apesar dos holofotes da mídia terem abandonado a cidade iraquiana, um grupo de pessoas está voluntariamente recolhendo os corpos dos destroços todos os dias.

De acordo com informações do BOL:

Não se sabe quantos podem haver no total -as estimativas de mortos vão desde mil até 10 mil.

“Só paramos quando anoitece ou se cansarmos”, diz Sroor al Hosayni, que lidera o grupo de voluntários que tem entre seus membros jovens de 18 anos.

Às vezes, recolhem 20 por dia, ou até mais. Podem recolher mais de 100 por semana.

O grupo recolhe tanto cadáveres de civis, quanto cadáveres de combatentes do Estado Islâmico. Nos destroços, encontram coletes de homens-bomba, bombas que nunca explodiram, entre outros. Algumas casas destruídas têm em seu interior cerca de 100 cadáveres – e pode demorar duas semanas para “limpá-la”.

“Três dias atrás, removemos cerca de 80 cadáveres”, diz Hosayni, em um dia em que já haviam encontrado dez corpos e ainda, segundo ela, continuariam a trabalhar recolhendo mais.

A maneira que encontraram para registrar os cadáveres encontrados? Tirando fotos ao lado deles.

Compartilhe...

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...