“Vovó Jihad”: francesa condenada por financiar o terrorismo

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Apelidada de “vovó jihad”, a francesa Christine Rivière, mãe de um jihadista francês que partiu para a Síria, recebeu nesta terça-feira (3) a confirmação da pena de dez anos de prisão.

Com 52 anos, ela é acusada de “associação com malfeitores e financiamento do terrorismo”.

Christine Rivière é mãe de Tyler Vilus, jihadista francês que a converteu ao extremismo islâmico. A “vovó jihad” foi detida na casa de seu filho mais velho pouco antes de partir de vez para a Síria, após ter visitado o país por três vezes.

O advogado geral do caso afirmou:

Ela nunca tentou convencer seu filho a abandonar o terrorismo, mas, pelo contrário, o encorajou. Ela não queria ir à Síria para se juntar a seu filho, mas por vontade própria.

 

Com informações da RFI

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.