Português   English   Español

Vox Populi errou resultado da eleição em 2010 por 22,4 milhões de votos

Analisar o passado é sempre mais fácil do que adivinhar o futuro.

Há oito anos atrás, o Vox Populi apontava uma vitória esmagadora de Dilma Rousseff no primeiro turno.

A candidata petista contava, segundo o instituto de pesquisas, com 53% das intenções de voto – ou 20 pontos percentuais a mais que seus dois opositores na época: José Serra e Marina Silva.

Já pouco mais de uma semana depois, no dia 28 de setembro de 2010, uma nova pesquisa Vox Populi reduziu a vantagem de Dilma sobre os dois principais adversários para 12 pontos percentuais. Dilma teria 49% das intenções de voto; Serra, 25%; e Marina, 12%

Também cinco dias antes das eleições, o presidente do Vox Populi, Marcos Coimbra, deu uma entrevista em que afirmou que o cenário mais provável era de que Dilma vencesse no primeiro turno porque, com uma vantagem de 16 milhões de votos sobre os demais adversários, 8 milhões de eleitores da então candidata petista teriam de mudar seu voto para algum adversário para que isso não ocorresse.

Na eleição de 3 de outubro de 2010, no entanto, Dilma teve 42,85% dos votos; Serra, 32,61%; e Marina, 19,33%.

Os adversários de Dilma somados tiveram 6,2 milhões de votos a mais que a petista, segundo o resultado final das apurações. Somando os 16,2 milhões de votos que o Vox Populi atribuía como vantagem para Dilma aos 6,2 milhões de votos de vantagem real da oposição, chega-se a um erro do instituto de pesquisas de 22,4 milhões de votos.

E considerando que pouco mais de 111 milhões de brasileiros votaram em 2010, o erro da pesquisa seria de mais de 20%. Portanto, a chance de a pesquisa Vox Populi não ter tido erros de apuração ou manipulação das estatísticas é pequena.

 

Adaptado da fonte InfoMoney

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter