Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Wall Street Journal sai em defesa de Jair Bolsonaro

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Wall Street Journal sai em defesa de Jair Bolsonaro
COMPARTILHE

“Bolsonaro se recusa a se curvar aos deuses verdes e à polícia do pensamento internacional e, por isso, é condenado”, diz artigo no WSJ.

O jornal norte-americano The Wall Street Journal publicou, neste domingo (29), um artigo em defesa do presidente da República, Jair Bolsonaro, e apoiando o que chama de “revolução do mercado” no Brasil.

No texto, a colunista Mary Anastasia O’Grady, que acompanha a economia da América Latina para a a publicação especializada em finanças, avalia que a inflação sob controle, os juros baixos, o alívio na avaliação de risco no crédito do país, a alta da Bolsa e especialmente um novo projeto para o BNDES pintam um cenário positivo para o crescimento futuro do Brasil.

“Essa perspectiva mais positiva, depois de quase três anos de recessão, começou durante a presidência de Michel Temer, que assumiu após o impeachment da presidente do Partido dos Trabalhadores Dilma Rousseff em 2016. Mas ganhou impulso desde a inauguração do presidente Jair Bolsonaro em janeiro”, afirma.

“Bolsonaro se recusa a se curvar aos deuses verdes e à polícia do pensamento internacional e, por isso, é condenado. No entanto, algo novo e importante está acontecendo no Brasil, mesmo que os ideólogos da ONU estejam muito envolvidos em clichês ambientais e políticas de interesses especiais para reconhecê-lo”, acrescenta.

“Bolsonaro pode se tornar mais um político da velha escola. Mas, surpreendentemente, sua agenda parece um divisor de águas para milhões de brasileiros pobres. Se seus críticos estivessem interessados ​​no futuro do Brasil, eles o cobrariam por suas promessas, em vez de falar mal dele”, completa.

- PUBLICIDADE -
Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM
Error: Embedded data could not be displayed.