- PUBLICIDADE -

Weintraub fica calado em depoimento à PF no inquérito das fake news

'Enem não é para polemizar', diz Abraham Weintraub
- PUBLICIDADE -

Depoimento foi prestado por ordem do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo.

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, prestou depoimento, nesta sexta-feira (29), à Polícia Federal (PF) como parte das investigações do inquérito das fake news, aberto pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli.

A ordem para que Weintraub prestasse depoimento partiu do ministro Alexandre de Moraes, também do STF, relator do controverso inquérito, que apura a disseminação de ameaças aos ministros do tribunal, além de supostas notícias falsas.

Durante o interrogatório, ele não respondeu às perguntas. A informação¹ foi divulgada pela GloboNews e confirmada por outros veículos.

O objetivo do depoimento, que aconteceu no prédio do MEC, em Brasília, foi esclarecer a manifestação de Weintraub na reunião ministerial de 22 de abril.

“Eu, por mim, botava esses vagabundos todos na cadeia, começando no STF”, disse Weintraub.

O conteúdo se tornou conhecido na semana passada após determinação de outro ministro do STF, Celso de Mello.

O governo chegou a tentar impedir o depoimento de Weintraub.

O ministro da Justiça, André Mendonça, entrou com um habeas corpus preventivo no STF para tentar suspender o depoimento.

Referências: [1]
PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -