Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch
Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch

Wikileaks oferece US$ 1 milhão pelo famoso memorando

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Todos querem colocar as mãos no memorando que alegadamente comprova a espionagem contra Trump pelo governo de Barack Obama.

Na quinta-feira (18/01), ficamos sabendo sobre o memorando de quatro páginas que está circulando pelo Congresso dos EUA e supostamente comprova o abuso dos serviços de inteligência durante a era Obama contra a campanha presidencial de Donald Trump.

Segundo vários deputados, o conteúdo do memorando é tão explosivo que poderia levar à prisão de altos funcionários do FBI e do Departamento de Justiça e, inclusive, enterraria de uma vez por todas a investigação Trump-Rússia liderada pelo procurador-especial Robert Mueller.

Na sexta-feira (19/01), a hashtag #ReleaseTheMemo ficou durante o dia todo entre os tópicos mais comentados do twitter norte-americano. Até mesmo o filho mais velho do presidente, Donald Trump Jr., pediu para o documento ser divulgado ao público.

Apesar da grande mídia está mantendo o assunto fora dos holofotes, a repercussão está gigantesca com todo mundo querendo colocar as mãos no memorando.

O Wikileaks não ficou fora dessa e anunciou no twitter que está oferecendo 1 milhão de dólares em bitcoin para alguém que vazar uma cópia do documento.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email