Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Witzel ataca Bolsonaro após ser afastado do cargo

Bolsonaro pede humildade a Witzel
COMPARTILHE

Wilson Witzel (PSC), governador do Rio de Janeiro, afirmou, nesta sexta-feira (28), que não atrapalhou nenhuma investigação no Estado.

Em coletiva de imprensa, após ser afastado do cargo por determinação do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Witzel chamou de mentirosa a delação do ex-secretário estadual de Saúde, Edmar Santos.

O governador também atacou o presidente da República, Jair Bolsonaro, e disse que a Procuradoria-Geral da República (PGR) pode estar sendo utilizada para ataques políticos.

Witzel disse ainda que a procuradora responsável pelo caso tem ligações com a família Bolsonaro:

“Uma procuradora cuja imprensa já noticiou seu relacionamento próximo com a família Bolsonaro. Bolsonaro já declarou que quer o Rio de Janeiro, já me acusou de perseguir a família dele.”

O governador afastado disse ainda que o chefe do Executivo quer atingi-lo por acreditar que pode ser candidato à Presidência em 2022:

“Eu estou extremamente preocupado com os caminhos pelos quais o nosso país esta seguindo. Eu já falei várias vezes como morrem as democracias, morrem assim, aniquilando os adversários com uso da máquina pública e cooptando as instituições.”

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários

PUBLICIDADE