Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Witzel criou ‘rachadinha’ na Saúde do Rio de Janeiro, diz PGR

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Witzel quer fechar fronteiras do Brasil com Bolívia Colômbia e Paraguai
COMPARTILHE

PGR apontou ainda que o plano era executado por Edmar Santos, ex-secretário e agora delator.

A Procuradoria Geral da República (PGR) apontou que Wilson Witzel (PSC), governador afastado do Rio de Janeiro, criou uma espécie de “rachadinha” de repasses do Fundo Estadual de Saúde para desviar dinheiro público.

De acordo com a denúncia, 7 municípios repassavam até 10% do valor que recebiam do fundo para os participantes do esquema. Segue a lista:

  • Petrópolis
  • São João de Meriti
  • Paracambi
  • Itaboraí
  • Magé
  • Saquarema
  • São Gonçalo

A PGR apontou ainda que o plano era executado por Edmar Santos, ex-secretário e agora delator. O esquema foi delatado pelo empresário Edson Torres

Apontado como operador financeiro do grupo, Torres não citou nomes. Ele disse, entretanto, que os municípios escolhidos recebiam valor superior ao que teriam direito, destaca o site Poder360.

Ao comentar sobre a acusação, Wilson Witzel negou que pediu ou recebeu vantagens indevidas. 

A prefeitura de Caxias afirmou que sua relação com empresários e políticos é pautada por “intenso republicanismo”.

A prefeitura de Petrópolis afirmou não ter cometido nenhum tipo de irregularidade.

A prefeitura de Magé falou desconhecer a denúncia e que não compactua com esquemas ilícitos.

A Prefeitura de São Gonçalo negou envolvimento na denúncia.

A Secretaria de Saúde de Paracambi também disse não ter conhecimento da denúncia. 

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram