Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Witzel defende impeachment de Bolsonaro

Evidente que Bolsonaro nao se preparou diz Witzel
Imagem: Pedro Ladeira/ Folhapress
COMPARTILHE

“Nós não podemos aceitar que um presidente da República […] compartilhe esse tipo de vídeo”, diz Wtizel.

Wilson Witzel, governador do Rio de Janeiro, defendeu, nesta quinta-feira (27), o impeachment do presidente da República, Jair Bolsonaro.

A jornalista Vera Magalhães acusou Bolsonaro de usar seu celular pessoal para disparar, via Whatsapp, para um grupo de amigos, um vídeo que convoca apoiadores a irem às ruas no dia 15 de março.

Bolsonaro não negou ter feito o compartilhamento e disse que “troca mensagens de cunho pessoal, de forma reservada”.

Segundo o jornal Estadão, Witzel disse que “a resposta jurídica para isso é o impeachment”:

“Quer fazer (manifestação) em caráter privado? Renuncie à Presidência da República e pode fazer em caráter privado.”

E acrescentou:

“Enquanto ele for presidente, o que ele fala, o que ele faz, o que ele comunica, para quem quer que seja, é uma comunicação do presidente da República e nós não podemos aceitar que um presidente da República, diante de um movimento destrutivo da democracia, compartilhe esse tipo de vídeo.”

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários