YouTube contratando 10 mil pessoas para formar patrulha politicamente correta

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

A empresa de streaming de vídeos do Google vai contratar milhares de funcionários para combater comentários ofensivos e inapropriados no site.

O YouTube desenvolveu um software automatizado para identificar vídeos vinculados ao extremismo e agora está visando fazer o mesmo com clipes que retratam discurso de ódio e que não são adequados para crianças.

O objetivo da contratação de novos funcionários é fornecer ajudar a este software para manter a rede social de vídeos livre de comentários ofensivos.

A iniciativa seria maravilhosa, se o histórico do YouTube não estivesse marcado com a censura e combate ao discurso conservador.

Nomes importantes da batalha contra a agenda politicamente correta já são alvos da foice do YouTube, como por exemplo: Paul Joseph Watson, professor Jordan Peterson e a PragerU, que inclusive entrou com processo na justiça contra a empresa.

CEO do YouTube, Susan Wojcicki, deixou claro os objetivos das contratações:

Precisamos de uma abordagem que faça um trabalho melhor, determinando quais canais e vídeos devem ser elegíveis para publicidade.

Para muitos autores alinhados à direita política, o retorno financeiro obtido através das visualizações dos vídeos são de importância fundamental para manter o trabalho contínuo. O YouTube parece está disposto a acabar com essa fonte de renda.

 

Com informações de: (1)

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.