Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

YouTube está deletando críticas ao regime comunista da China

Tarciso Morais

Tarciso Morais

YouTube está deletando críticas ao regime comunista da China
COMPARTILHE

Evidências indicam que comentários em mandarim estão sendo excluídos desde outubro de 2019. 

O YouTube está excluindo automaticamente os comentários que contêm certas frases em mandarim com críticas ao Partido Comunista Chinês (PCC). 

A plataforma de vídeos confirmou¹ ao portal The Verge que a situação estava acontecendo por engano e que o problema estava sob investigação.

As exclusões passaram despercebidas por mais de seis meses, começando em outubro de 2019.

“Parece ser um erro em nossos sistemas de fiscalização e estamos investigando”, disse um porta-voz do YouTube. 

A empresa não detalhou como ou por que esse erro ocorreu, mas disse que não foi o resultado de nenhuma alteração em sua política de moderação.

Os comentários deixados em vídeos ou em transmissões ao vivo que contêm as palavras “共匪” (“bandido comunista”) ou “五毛” (“partido de 50 centavos”) são excluídos automaticamente em cerca de 15 segundos.

O segundo termo é uma gíria depreciativa para se referir aos usuários da internet pagos pelo regime chinês para manipular² a discussão online. O nome deriva de alegações de que essas pessoas recebem US$ 0,50 por post.

Confira no vídeo:

Referências: [1][2]
- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM