Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Zambelli não estava autorizada a falar em meu nome, diz Bolsonaro

Zambelli não estava autorizada a falar em meu nome, diz Bolsonaro
Imagem: Marcos Corrêa/PR
COMPARTILHE

“Sérgio Moro era um ídolo para ela”, disse Bolsonaro sobre deputada da base governista.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou, nesta quinta-feira (14), que a deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) não estava autorizada a falar em seu nome.

A declaração foi uma referência à conversa de Zambelli com Sérgio Moro, por WhatsApp, na qual a deputada sugeriu negociar a permanência do então ministro em troca de vaga no Supremo Tribunal Federal (STF).

Em sua live de hoje, Bolsonaro declarou:

“No depoimento de Carla Zambelli ontem… É uma coisa que bota um ponto final nessa questão de interferência da PF [Polícia Federal]. Isso aconteceu na sexta-feira, no dia em que o senhor Sergio Moro pediu demissão. A partir das 9h da manhã, ela fica tentando contato com o senhor Sérgio Moro. Ela escreve que o Valeixo pediu para sair.” 

E acrescentou:

“Ela não estava autorizada a conversar em meu nome, como ela disse. Como ele era padrinho de casamento dela, e o que eu entendi até aquele momento, o Sérgio Moro era um ídolo para ela, ela tentou fazer com que o Sérgio Moro ficasse no Ministério da Justiça.”

Após o fim da transmissão ao vivo no Facebook, Bolsonaro reforçou os comentários sobre a situação com uma série de mensagens no Twitter. “Game Over”, disse ele.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários