- PUBLICIDADE -

Zuckerberg sentiu o baque: WhatsApp anuncia recuo

Zuckerberg sentiu o baque: WhatsApp anuncia recuo
- PUBLICIDADE -

Bilionário comprou o WhatsApp por 19 bilhões de dólares em 2014.

O app WhatsApp está atrasando o lançamento da controversa nova política de privacidade, que permitirá o compartilhamento de dados dos usuários com o Facebook

 O atraso é um revés para o plano do bilionário Mark Zuckerberg de gerar receita ao facilitar comércio no aplicativo de mensagens.  

Nesta sexta-feira (15), o WhatsApp informou que os usuários não terão mais que revisar e aceitar os termos atualizados até 8 de fevereiro. 

Eles também não terão suas contas suspensas ou excluídas até essa data caso não aceitem as novas regras. 

Durante esse tempo extra, o WhatsApp promete esclarecer melhor como vai funcionar a privacidade dos dados e a segurança das informações que circulam no serviço.

“Tem havido muita desinformação causando preocupação, queremos ajudar todos a entender nossos princípios e fatos”, escreveu a companhia.

Os comentários nas redes sociais sobre a tentativa de empresa de mudar os termos do serviço de mensagens foram críticos em sua maioria, principalmente por causa do histórico ruim do Facebook em lidar com dados dos usuários.  

Muitos promoveram campanhas para que os usuários migrem do WhatsApp para outras plataformas como Telegram Signal

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -